Archive for Setembro, 2010

29/09/2010

amiga: porque você não vai atrás dele?

ela: porque ele mora longe.

amiga: então porque você não chama ele pelo menos no msn?

ela: eu já chamei tantas vezes, agora quero que ele faça isso.

não fez

Anúncios

28/09/2010
A: Eu também tenho amor pra te dar.

B: Tem o amor que preciso, não o que quero.

A: E como é o amor que tu quer?

B: Aquele que você não tem.

@estebantavares

aperte ‘esc’

27/09/2010

Caio F. de Abreu.

26/09/2010

Quando encontrá-lo, abrace-o demoradamente. Olhe-o nos olhos. Respire fundo e se sente. Se ele te elogiar – sorria. Se ele não o fizer – sorria mesmo assim. Depois diga, olhando fixamente em seus olhos: “Eu não estou disposta a sofrer, desculpa. Eu te amo, mas eu tenho que ir. Eu tenho sonhos, mas não agora. Um beijo. Até um dia.

25/09/2010

Poderíamos casar. Não chegaríamos sequer perto do exemplo de família perfeita. Teríamos um apartamento, quem sabe uma casa com jardim e um cão com pêlo brilhante. Improvável. Tomaríamos café as cinco da tarde. Você reclamaria o fato de eu ligar o chuveiro horas antes de ir para o banho. Eu, por você ter arranhado meu CD de jogo favorito. Eu não admitiria o quanto você fica bonito quando bravo e você não diria que lembra da cor do sapato que eu usei quando nos vimos pela primeira vez. Discordaríamos quanto a cor das cortinas. Não arrumaríamos a cama diariamente, beberíamos juntos em algum clube no final de semana. A geladeira seria repleta de congelados e coca-cola, o armário, de porcarias. Adiaríamos o despertador umas trinta e duas vezes só para ficarmos horas na cama enrolando e falando qualquer besteira. Você me ensinaria alguma coisa sobre futebol, e eu te convenceria a assistir aquele filme no cinema. Sentaríamos na sala de pijama e pantufas, você iria direto para o caderno de esportes no jornal e eu comentaria alguma notícia qualquer. Você saberia o nome do meu perfume, eu saberia onde você largou a última edição da revista de música. Sairíamos pra jantar em algum dia de chuva e não nos importaríamos em chegarmos encharcados. Dormiríamos com o computador ligado. Nos beijaríamos no meio de alguma frase. Você pegaria no sono com a mão no meu cabelo e eu, escutando sua respiração. Eu riria sem motivo e você perguntaria porque, eu não responderia. Saberíamos. Poderíamos casar…

24/09/2010

“Eu tenho cara de quê? Mágico de Oz?
Você precisa de um cérebro? Precisa de um coração?
Pode vir. Pegue o meu. Leve tudo o que tenho.”

algumas dicas, pequenas dicas.

23/09/2010

Antes de tudo, seja engraçado; me faça abrir vários sorrisos, diga tudo  o que vier em sua mente, quem liga para nexo? Envie tudo o que escrever. Falando em escrever, escreva cartas, gosto de colocá-las na minha parede. Deixe bilhetes em meu bolso, deixe bombons escondidos no meu quarto. Encha meu quarto de flores. Mande uma cesta de café da manhã. Apareça sem ser chamado. Abra a porta do carro, também deixe eu dirigir seu carro de vez em quando. Não grite comigo, sei revidar muito bem. Diga que me ame, mas tente não usar apenas as palavras. Olhe nos meus olhos sempre. Beije a ponta do meu nariz, minha testa, meus olhos. Me abrace pela cintura e sempre (eu disse sempre) segure minhas mãos. Me faça sentir surpreendida. Mande mensagens de madrugada – mas por favor saiba desgrudar… Nem seja meloso e melodramático. Avise-me com cuidado quando eu estiver sendo. Tenha cuidado também durante minha tpm. Gosto de sentir saudades, o abraço fica melhor. Goste de aventuras, goste de filmes românticos, traga cobertores e cafés para casa e me peça para fazer brigadeiro. Deite para olhar as estrelas ao meu lado. Me faça cócegas, me aperte. Não brigue comigo e  nem me julgue. Sempre tentarei fazê-lo sorrir também, gosto de dar socos, xingar e morder. Gostaria de ser alguém mordível também. Ah, são xingamentos carinhosos – mas não é bom ser frequente. Quando eu chorar e pedir para me deixar sozinha, não me deixe, a não ser que eu insista… Lembre-se que ser contrariada é bom, então volte para me abraçar quando eu estiver chorando, ok? Não duvide do que eu digo, a não ser que o contexto seja brincadeiras. Também tenha as suas próprias opiniões, não as mude por mim, não quero clones. Goste de rock, me mande músicas, tenha nossas músicas. Seja caseiro, goste de ficar em casa. Mexa no meu cabelo quando estiver dormindo, deixe-me dormir em seu colo. Nunca aperte minha barriga. Me acorde de maneiras diferentes. Eu acordo de mal-humor, deixe-me sempre escovar os dentes antes. Diga que gosta dos meus defeitos, tente ser verdadeiro. Sou orgulhosa, me convença a não ser. Não pague as contas para mim. Me dê flores, jamais em público. Se formos viajar, pare o carro no meio da estrada, apenas para fotografar ou qualquer outra coisa. Cante. Termine sempre a ligação com “eu te amo” e a noite com “bons sonhos”. Faça-me acordar com bilhetes em cima do criado-mudo ou faça-me procurar por eles. Saiba ser infantil, saiba ser maduro.Enxugue minhas lágrimas, jamais me faça derramá-las. Quando eu perguntar quem é aquela garota, bem, entenda isso como um grande alerta vermelho: não demonstro ciúmes abertamente, mas pergunte os motivos quando eu mudar o tom de voz. Seja simpático. Apoie meus sonhos, construa sonhos comigo. Pense nos nomes de nossos filhos, pretendo ter muitos correndo pela casa. Quando eu erguer sua mão até minha cintura, jamais volte a baixá-la. Selinhos demorados são meus preferidos, tanto quanto aqueles no canto da boca. Escreva muito, e bem, deixe-me ler… Isso me encanta. Segure meu rosto com as duas mãos. Não tenha frescuras a respeito de arrotos e outras porquices. Revele nossas fotografias e as deixe em algum lugar. Não seja possessivo, não sou sua propriedade. Sejamos sempre sinceros. Gosto de algumas discussões apenas pelo gosto de fazer as pazes. Elogie minhas roupas e cabelo, nem faço questão que repare em quando fiz a sobrancelha. Me leve com você quando for comprar roupas, aceite minhas sugestões ao vestir-se.  Não critique meus sapatos, nem esmaltes. Tenha um cheiro que me vicie. Não fume, gosto de cheiro de perfume. Tente não beber muito, gosto de hálito de melancia, por favor. Deixe-me deitar em seu peito, me abrace pelo pescoço. Me leve para programas infantis de vez em quando. Surpreenda mesmo assim. Não converse com as garotas que não gostam de mim.Deixe o cabelo a lá “acabei de acordar”, é o melhor estilo. Uma barba mal-feita de vez em quando é ótimo. Não faça promessas, mas as cumpra com atitudes. Seja fielSeja meu vício. Seja viciado em mim.Goste de minha família. Não seja sarcástico, mas ironias são bem vindas. Nas discussões, concilie brincadeiras com seriedade. Brinque. Ria. Aperte minhas bochechas. Entenda meus pequenos e idiotas problemas. Me conte os seus. Seja meu melhor amigo. Me faça te entender. Converse, filosofe. Me faça sentir importante e suficiente. É isso, parece tanto, mas não é difícil. Não mesmo.

PS: Se nada disso funcionar… Experimente me amar.

OTH :

22/09/2010

Brooke E eu nunca mandei minhas cartas para você.
Mesmo assim elas significam algo.
Então me diga, porque eu dessa vez? Porque não Peyton?

Lucas Eu não posso dizer nada ruim sobre Peyton.
Ela é minha amiga, e sua melhor amiga.

Brooke Por mim tudo bem, pode dizer coisas ruins dela.

Lucas A verdade é que eu gosto da Peyton.

Brooke Então qual é a diferença?

Lucas A diferença? A diferença é que eu te amo.Brooke.
Eu quero ficar com você, não com Peyton.

Brooke Mas por quê? Eu preciso saber o porquê.

Lucas Porque você levanta a sobrancelha, quando tenta agradar.
Porque você cita livros que eu nunca vi você ler.
E porque você sente falta dos seus pais mas nunca vai admitir isso
E porque eu dei dois discursos embaraçosos na minha vida.
E ambos foram quando estava com você.
Isso deve significar algo, certo?
E porque ambos, vamos pegar uma pneumonia.
Mas se você precisa ouvir, o porque te amo.
Posso continuar a noite toda.

Brooke Isso foi muito bom.

21/09/2010

Você se cansa de amores incompletos, de amores platônicos, de falta de amor, de excesso disso e daquilo. Se cansa do “apesar de”. Se cansa do rabo entre as pernas, da sensação de estar sendo prejudicado, se cansa do “a vida é assim mesmo”. Você se cansa de esperar, de rezar, de aguardar, de ter esperanças, cansa do frio na barriga, cansa da falta de sono.Você se cansa da hipocrisia, da falsidade, da ameaça constante, se cansa da estupidez, da apatia, da angústia, da insatisfação, da injustiça, do frenezi, da busca impossível e infinita de algo que não sabe o que é. Se cansa da sensação de não poder parar.

Pc Siqueira .

O que é amor ?

20/09/2010

você não consegue manter seus olhos ou as mãos longe dela, estou certo? isso não é amor, é desejo. você está orgulhoso, ansioso para mostrá-la? isso não é amor, é orgulho. você gosta dela porque você sabe que ela está lá? isso não é amor, é solidão. você continua com ela por causa de suas confissões de amor, porque você não quer machucá-la? isso não é amor, é piedade. você perdoa os erros dela porque você se importa com ela? isso não é amor, é amizade. você diz pra ela todos os dias que ela é a unica pessoa em quem você pensa? isso não é amor, é mentira. seu coração quebra e dói quando ela está triste? então é amor. você continua com ela porque uma cegante, incompreensível mistura de dor e conexão puxa você pra perto e te segura lá? então é amor. você aceita os erros dela porque são parte de quem ela é? então é amor. você se sente atraído à outros, mas continua com ela fielmente e sem se arrepender? então é amor. você daria à ela seu coração, sua vida, até a morte? então é amor.


%d bloggers like this: